15 julho, 2010

0 Ingratidão – João Calvino


- Assim fala o SENHOR dos Exércitos: Este povo diz: Não veio ainda o tempo, o tempo em que a Casa do SENHOR deve ser edificada. Ageu 1.2

Podemos ver aqui, como modelo, quão grande é a ingratidão dos homens. A bondade de Deus, cuja glória deveria ser inesquecível até o fim dos tempos, merecia ser especialmente lembrada. Os judeus tinham sido restaurados do exílio de maneira totalmente inesperada para eles. O que deveriam fazer, senão se consagrarem exclusivamente ao serviço do seu libertador? Mas, não, não construíram sequer uma tenda para Deus e ofereciam sacrifícios ao ar livre. Assim, não levaram Deus a sério intencionalmente. Mas ao mesmo tempo habitavam confortavelmente em casas elegantemente ornadas. Não menos vergonhoso é o exemplo testemunhado hoje entre nós.

Por isso, podemos ver quão bondosamente Deus tem suprido a sua Igreja. Pois seu propósito era que essa censura permanecesse, para que ele pudesse neste dia estimular-nos e despertar tanto o nosso temor como a nossa vergonha. Porque da mesma maneira, sempre buscamos nossos próprios benefícios, também temos nos tornado cada vez mais apáticos na promoção do culto a Deus. Podemos ainda acrescentar que, como o templo de Deus é espiritual, nosso erro é ainda mais atroz se nos tornamos indolentes assim, porque Deus não nos intima a acumular madeira, pedras nem argamassa, manda-nos, porém, edificar um templo celestial no qual ele seja adorado em verdade.

Oração

Concede, ó Deus onipotente, uma vez que temos de estar em guerra neste mundo e que é da tua vontade provar-nos com muitas lutas, — ó concede que nunca esmoreçamos, por mas extremas que sejam as provações que precisemos enfrentar; e assim como nos tens favorecido com a honra grandiosa de sermos os modeladores e edificadores do teu templo espiritual, que todos nos apresentemos e nos consagremos santamente a ti; e visto que cada um de nós recebeu algum dom peculiar, que nos esforcemos em empregá-lo na edificação do teu templo, para que sejas adorado entre nós perpetuamente; e, especialmente, que cada um de nós nos ofereçamos totalmente como sacrifício a ti, até que ao final sejamos renovados à tua imagem e recebidos na participação plena da glória obtida para nós pelo sangue do teu Filho unigênito. Amém.



0 comentários:

Feeds Comments

Related Posts with Thumbnails