17 março, 2010

0 Adoração e alegria - João Calvino



Acaso, não está destruído o mantimento diante dos vossos olhos? E, da casa do nosso Deus, a alegria e o regozijo? (Jl 1.16)

Aqui o profeta censura a loucura dos judeus por não perceberam os fatos diante dos próprios olhos. Por isso lhes diz que estavam cegos em plena luz e que a visão deles era tal, que vendo, nada viam: eles, por certo, deveriam ter-se afligido quando a escassez alcançou até mesmo o templo. Visto que Deus ordenara que as primícias lhe fossem ofertadas, o templo deveria certamente ser honrado com os devidos sacrifícios; e ainda que os mortais pereçam uma centena de vezes por causa da fome e da escassez, Deus não deveria ser defraudado no seu direito.

O profeta acrescenta depois que a alegria e o regozijo tinham sido tirados, pois Deus ordenou aos judeus que viessem ao templo para dar graças e se reconhecerem abençoados, porque o Senhor escolhera a sua habitação entre eles. É por isso que Moisés repete tantas vezes esta expressão: “vos alegrareis perante o SENHOR”. Ao falar assim, Deus pretendia animar muitíssimo o povo a vir alegremente ao templo. É como se ele dissesse: “Certamente não necessito da vossa presença, mas desejo pela minha presença fazer-vos alegres”. Mas agora que cessou a adoração a Deus, o profeta diz que a alegria também foi abolida, pois os judeus não poderiam dar graças a Deus com alegria enquanto a maldição divina estivesse diante dos olhos deles.

Oração

Concede, ó Deus onipotente, que do modo como nos vês cercados pelas fraquezas da nossa carne, e assim mantidos, e parecendo esmagados pelos cuidados terrenos a ponto de quase não podermos ergue nosso coração e mente a ti; — ó concede que despertados pela tua palavra e advertências diárias percebamos finalmente os nossos males e não aprendamos somente com os açoites que nos infligiste, mas que também convoquemos a nós mesmos em juízo, examinemos nosso coração e cheguemos portanto à tua presença, sendo nossos próprios juízes; de maneira que antecipemos o teu desprazer e assim alcancemos a misericórdia que prometeste a todos que, voltando-se somente para ti, buscam aplacar a tua ira e também esperam pelo teu favor, mediante o nome do nosso Senhor Jesus Cristo. Amém.

Devotions and prayers of John Calvin, 52 one-page devotions with selected prayers on facing pages.

Org. Charles E. Edwards. Old Paths Gospel Press. S/d. Pags. 30 e 31.Tradução: Marcos Vasconcelos, julho/2009.mjsvasconcelos@gmail.com


0 comentários:

Feeds Comments

Related Posts with Thumbnails